Arquivo da tag: Instagram

KitKat Chocolatory chega ao Brasil

Sonhos se tornam realidade. A marca número 1º de Chocolates da Nestlé no mundo, KitKat anuncia a chegada da primeira flagship KitKat Chocolatory da América Latina.  Não querendo ser chata nem nada, o lugar escolhido não poderia ser melhor!  O projeto escolheu a metrópole mais populosa e movimentada latino-americana, São Paulo.O espaço localizado na Zona Sul da cidade no Shopping Morumbi oferece uma verdadeira experiência omnichannel, composta por três componentes que se conectam com o consumidor atual: Físico, Humano e Digital, fazendo de tudo para conquistar os millennials.

Os produtos na loja trazem KitKat nunca vistos no país e também chocolates exclusivamente pensados para o público brasileiro. Além desses produtos você ode criar um KitKat só seu, onde cada peça pode ser personalizada ao seu gosto e completam as experiências, aguçando todos os sentidos por meio de cores, aromas, sabores e texturas. O espaço foi inteiramente criado pensando na valorização da experiência pessoal dentro do ambiente.  Dessa forma, cada consumidor pode criar uma experiência diferente no local e criar seu próprio Break. Não pode ser esquecido é que a loja é totalmente instagramável. Você não pode perder a oportunidade de tirar fotos carismáticas e divertidas nesse mundo de KitKat. 

A loja foi criada com diferentes interações digitais, que permeiam toda a jornada do consumidor. Há desde jogos de VR, filtros com Realidade Aumentada via Snapchat, Vending Machine com game e espaços instagramáveis – eles podem ser aproveitados juntamente com um Snap Code, no qual os consumidores acessam um filtro exclusivo da marca KitKat via Snapchat.

 

“KitKat Chocolatory é um projeto global da Nestlé, lançado há cinco anos e sucesso nas grandes capitais em que está presente, como Tóquio (Japão), Melbourne (Austrália), Londres (Inglaterra) e Toronto (Canadá). Aqui no Brasil, estamos trazendo vários dos sucessos desses mercados e muitas outras novidades, que darão a oportunidade a cada visitante de ter tanto um produto, quanto uma experiência única com a marca”, destaca Leandro Cervi, Head de Chocolates da Nestlé Brasil.

As embalagens especiais, somando um sem número de combinações entre elementos avulsos e kits, foram desenhadas pela agência CBA B+G. “O grande desafio desse projeto foi conseguir criar linguagem e repertório suficiente para diferenciar as centenas de novas embalagens com sabores exclusivos da marca global KitKat Chocolatory, surpreendendo o público fiel e sedento por novidades. Ao total, foram mais de 120 variedades”, destaca Luis Bartolomei, sócio e head de criação da CBA B+G .

Confira todas as novidades como:

Crie o seu KitKat

O consumidor pode escolher entre recheios e toppings para montar o seu próprio KitKat. São mais de mil combinações possíveis. Quase um churros.

 

PICK & MIX

O consumidor poderá escolher entre os 17 sabores inéditos exclusivos, vendidos em formato 2 fingers em embalagens personalizadas. Alguns exemplos são: Pistache, Menta, Banana, Goiaba e Churros. As opções são vendidas no formato Caixa Bowl podendo ser selecionados até 10 sabores ou Lata Personalizada com impressão a laser com 20 sabores.

Caixa Bowl – Escolha 10 sabores

 

 

Lata Personalizada – Escolha 20 sabores

 

 

KITKAT DIGITALLY PRINTED

Você pode imprimir a imagem que você quiser em cima do seu KitKat 4 fingers.  A loja brasileira é a primeira a trazer essa tecnologia e eles utilizando cores naturais e comestíveis.

 

KITKAT Chocolatory

Localização: Shopping Morumbi 

Criação do Willy Wonka? KitKat Chocolatory chega ao Brasil

Clube Morena Rosa abre flagship store com espaço instagramável

O Grupo Morena Rosa, empresa paranaense especializada em varejo de moda, inaugurou a primeira flagship store do Clube Morena Rosa, na rua Oscar Freire, em São Paulo. A loja segue o modelo de franquia já consolidado pela holding e reúne as cinco marcas da companhia: Morena Rosa, Maria Valentina, Zinco, Lebôh e Iódice.

O espaço foi projetado por Julio Takano da Kawahara Takano Retailing, em parceria com a arquiteta da marca, Mara Liz Alves. A loja tem 654m² e apresenta o conceito de um grande closet que engloba todas as marcas e estilos de clientes do grupo, oferecendo uma experiência diferenciada. “O piso de madeira e a textura nas paredes traz ao ambiente aconchego e conforto. No fundo da loja, próximo aos provadores, temos uma área instagramável que remete ao mundo Clube Morena Rosa. Nos provadores, a iluminação foi pensada para valorizar o corpo da cliente. É possível controlar a intensidade e temperatura de cor da iluminação”, explicaram Julio e Mara. O provador se estende até um jardim. O caixa traz a possibilidade de o cliente tomar um drink enquanto paga, em um bar estilizado.

Nas araras estão disponíveis as coleções Primavera Verão 19/20 das cinco marcas do grupo. As linhas Morena Rosa Beach, Shoes e Intimates, assim como os perfumes e acessórios, recebem identidade visual de mobiliário específicas que traduzem o lifestyle dos produtos. “A loja conceito Clube Morena Rosa Oscar Freire levará nosso mix de produtos para um dos melhores endereços comerciais de moda do Brasil. A ideia é termos em um único espaço das marcas, com identidades próprias e que se complementam, permitindo uma experiência de compra completa às nossas consumidoras”, disse Lucas Franzato, CEO do Grupo Morena Rosa.

Atualmente, o Clube Morena Rosa possui 35 unidades no Brasil, sendo 11 próprias e 24 franquias. A recém-inaugurada flagship store é a sétima em São Paulo. “O nosso projeto de franquias está em expansão e a expectativa é chegarmos a 50 lojas até o fim de 2019 e 100 até 2021”, concluiu Lucas.

Para Claudia Bittencourt, diretora geral da Bittencourt, o processo de expansão é natural: “A Morena Rosa tem uma identidade própria bastante forte e um conceito que exala todo o poder e autenticidade da mulher brasileira. A expansão mais acelerada com franquias com o Clube Morena Rosa é um processo natural para a marca que já está operando no sistema a 6 anos. A nova loja vem para traduzir ainda mais essa identidade e assim, conquistar novos mercados.”

Facebook estima que stories irá ultrapassar feed de notícias

xzc

O crescimento orgânico dos stories no Facebook tem sido cada vez maior. Com isso, o Facebook anunciou nesta quarta-feira (26) que o modelo vertical deverá ultrapassar o feed de notícias em 2019.

Mas não só isso, a companhia também revela o lançamento de anúncios na vertical para todos os precursores, desde os pequenos até os maiores, com o objetivo de atender a alta demanda do público por estes formatos. Alguns testes foram realizados com empresas como Consul e Chevrolet.

A compra das divulgações são feitas pelo Ads Manager, onde anunciantes tem a opção de publicarem suas propagandas no Instagram e no Facebook stories. Na interface, as marcas também poderão acessar ferramentas que adaptam suas campanhas para o vertical.

http://adnews.com.br/social-media/facebook-estima-que-stories-ira-ultrapassar-feed-de-noticias.html

Conheça 10 razões para seu Instagram não bombar

dsa

O Instagram cresce cada vez mais e usuários trabalham para construir sua presença na plataforma, mas, muitas vezes, descobrem que não é fácil expandir seus seguidores. Pode ser frustrante e demorado, pois com o público crescendo a uma taxa gradual, alguns até questionam se a plataforma vale a pena para seus negócios.

Importante   ferramentapara o marketing,divulgação de produtos, marcas e até mesmo pessoas, é essencial saber como usá-lo. Para ajudar os menos experientes,  Johannes Kanter, do Social Media Today, criou uma lista que mostra os erros mais comuns de usuários que procuram aumentar a visibilidade e, no final, perdem seguidores. Confira abaixo as lições do que não deve ser feito no Instagram:

1 – Não se envolver com o público

Responder aos comentários é essencial. Os seguidores param de interagir, caso notem uma indiferença. Por isso, afinal, ela é chamada de mídia ‘social’

2 – Não ser consistente

Postar com mais frequência geralmente resulta em mais engajamento e seguidores. Obviamente, leva mais tempo, mas vale a pena criar mais conteúdo e agendá-lo para ter consistência.

3 – Não interagir com outras contas

Para engajar é preciso entrar em contato com outras contas do Instagram em seu nicho. Isso pode facilitar as colaborações e permitir a criação de relacionamentos de negócios.

4 – Não usar Stories e notificações

Expandir o conteúdo para outros elementos tornará o perfil mais atraente e aumentará a exposição da marca de novas maneiras. Maximizar histórias, vídeos e outros recursos do Instagram, diminui as oportunidades.

5 – Não criar conteúdo atrativo

Quando o usuário se torna muito familiarizado com uma plataforma, tende a mantê-la segura, mas o problema é que isso não é interessante. Assumir riscos com conteúdo e mostrar mais personalidade é imprescindível.

6 – Não se aprofundar

Ser real e autêntico é importante em qualquer tipo de plataforma de mídia social, mas isso é especialmente verdadeiro no Instagram. As pessoas querem seguir pessoas reais, por isso que os influenciadores são tão populares na plataforma.

7 – Não promover de maneira atrativa

Por isso existem os bloqueadores de anúncios. Como consumidores, tendemos a bloquear ou ignorar o conteúdo de marketing.

8 – Não otimizar o perfil

Depois de concluir a configuração da conta, praticamente ignoramos e nos concentramos na postagem. Mas isso pode causar uma primeira impressão ruim para os visitantes que acessarem sua conta pela primeira vez.

9 -Não ter foco

Ter senso claro de identidade on-line é importante, pois o público quer saber com quem está lidando. Simplificando, as pessoas seguem porque têm interesse no conteúdo que aparece no feed. Por isso, é importante manter o foco e impulsionar a conexão.

10 – Não crescer de maneira orgânica

Contrariar os Termos de Serviço é pedir para afundar na plataforma. A compra se seguidores, obviamente não é recomendada. Aumentar números de seguidores pode aumentar seu engajamento, sim, mas crescimento e benefícios reais não vêm disso.

http://adnews.com.br/social-media/conheca-10-razoes-para-seu-instagram-nao-bombar.html

Uau! Instagram testa reações com emojis em suas histórias

emoji

Quando Mark Zuckerberg não conseguiu comprar o Snapchat, ele decidiu adicionar funções do concorrentes em alguns produtos gerenciados por sua marca . Porém, algo que o Facebook não precisou se inspirar foi a rapidez com que as reações aparecem em sua rede. Consciente desse sucesso, a companhia americana abrange o recurso para outros aplicativos.

Testada no Instagram, ferramenta terá um uso simples: ela será um conjunto contendo seis emojis que aparecem na tela e ao selecionar um, milhares de ícones surgem, assemelhando-se às reações do Messenger e do feed de notícias da rede social de Mark.

Ainda em fase de implementação, a novidade será liberada de maneira gradativa para os usuários, ou seja, ainda não será possível utilizá-la atualizando o aplicativo. A empresa ainda não deu uma previsão para a liberação do novo recurso, porém isso poderá acontecer a qualquer momento.

http://adnews.com.br/social-media/uau-instagram-testa-reacoes-com-emojis-em-suas-historias.html

Instagram disponibiliza chamada simultânea para até quatro pessoas

genious
Malu Lutfi

Existem alguns programas que possibilitam chamadas de vídeo. Querendo atender a todos os públicos e ganhar uma parcela deste mercado, o Instagram anunciou nesta terça-feira (26) uma ferramenta, disponível para iOS e Android, que permite videoconferências.

A funcionalidade ficará no Direct, área do aplicativo onde há um chat para conversar com outros usuários. Lá, aparecerá um ícone de vídeo e basta tocar para iniciar a chamada. As ligações poderão ser feitas entre até quatro pessoas.

Junto com o anúncio, a empresa revelou uma aba de exploração mais organizada. Ao tocar no ícone da lupa, o usuário poderá ver os posts personalizados e divisões, como arte, esportes, viagem e animais. O programa também possui o botão de “Mute” para bloquear conteúdo indesejado.

Outra novidade do app é que a função Stories ganhará novas mascaras personalizadas. Para pessoas que seguem o perfil da NBA, por exemplo, ao clicar no ícone de rosto no lado inferior, automaticamente haverá um efeito de “enterrada” num garrafão da liga de basquete norte-americana. Os filtros serão ativados para quem segue o perfil do Buzzfeed e da cantora Ariana Grande, por exemplo.

IGTV x YouTube: todos querem os influenciadores

play

O Instagram acabou de lançar em um evento mundial a sua nova ferramenta de vídeos, o IGTV. Dias depois, em resposta, o YouTube anunciou novas ferramentas para os criadores de conteúdo. Duas falas, nesses anúncios, chamam muito a atenção para um elemento estratégico tanto para o crescimento dessas redes sociais, quanto para que elas consigam manter cada dia mais usuários em suas plataformas: o criador de conteúdo, mais conhecido como influenciador digital.

Atualmente, muitos influenciadores do Instagram criam um canal no YouTube para divulgar vídeos mais longos e direcionam sua comunidade do Instagram para o YouTube, com link na bio e link nos stories, para aqueles que tem mais de 10K e conta comercial. “Em todos os meus cursos e mentorias, ou seja, na profissionalização dos influenciadores, essa é sempre a minha recomendação: fazer o que chamamos de cross mídia”, comenta Dani Almeida, jornalista, consultora de imagem e criadora do curso Influenciadora de Sucesso.

Segundo o próprio Instagram, como todos os seguidores dos influenciadores na rede social já automaticamente seguirão as mesmas pessoas no IGTV, essa base pode ser gigante. “Esse é o público, esses criadores, a @lelepons tem 25 milhões de seguidores. Ela vê o Instagram como sua casa. São esses influenciadores que a gente vê com sucesso no primeiro dia e nos primeiros meses”, afirmou Mike Krieger, brasileiro cofundador do Instagram.

Poucos dias depois, o YouTube anunciou o alcance de 1,9 bilhão de usuários por mês e revelou, ainda, que o número de produtores de conteúdo que ganham cinco dígitos por ano aumentou em 35% e o número de criadores que alcançaram seis dígitos aumentou 40%.

“Para aumentar a possibilidade de rentabilização dos criadores, o YouTube anunciou várias novas ferramentas, entre elas a possibilidade de influenciadores venderem mebership (taxa mensal recorrente), produtos de marca própria (mais de 10 mil inscritos) e a função Premiere, que permite avisar os inscritos sobre a chegada de um novo vídeo (mais de 100 mil inscritos). Mas o que chamou mais atenção nisso tudo, foi o anúncio do YouTube”, comenta Dani

“Os criadores do YouTube são o coração da nossa plataforma. É por isso que estamos comprometidos em criar produtos que capacitem e apoiem a comunidade de criadores”, disse Neal Mohan, Chief Product Officer do YouTube. “Por criadores, leia-se influenciadores digitais”, explica Dani.

Quais vantagens o influenciador leva?

O maior atrativo do YouTube para os influenciadores é o fato de que, além do conteúdo patrocinado, que representa hoje os maiores faturamentos entre esse público, o próprio YouTube remunera a geração de conteúdo.

Segundo o Instagram, eles estão estudando junto aos influenciadores, se haverá formas de rentabilização do IGTV. Segundo Krieger, isso será conversado nos próximos meses com os criadores para definir o que é melhor para a plataforma. O mesmo vale para anúncios – a princípio não existirão, mas a longo prazo eles podem aparecer.

“É difícil prever os desdobramentos dessa batalha ainda. Faz parte cada empresa querer puxar para si os influenciadores, já que eles representam sempre o potencial de crescimento viral”, comenta Dani.

O que fazer? Quem ‘escolher’?

Minha recomendação aos alunos dos meus cursos e à comunidade de 42 mil influenciadores que segue meu conteúdo no IG @influenciadoradesucesso, listas de email e WhatsApp permanece a mesma: não fique refém de apenas uma plataforma.

Ainda mais para influenciadores que amam trabalhar o Instagram e têm dificuldade em trabalhar o YouTube, a tentação e grande. Mas fica meu aviso… e se alguma coisa, qualquer coisa acontecer e você perder sua conta, o que você fará?

Além disso, o YouTube continua sendo a maior fonte de rentabilização para quem realmente quer atuar de maneira profissional, ganhando como profissional.

Enquanto isso e, por enquanto, as maiores lições que podemos tomar com o lançamento da IGTV são as seguintes:

  1. Esqueçam as origens do Instagram. O Instagram, definitivamente, deixou seu passado de aplicativo de fotos. Ele se tornou um microblog, agora, com vídeos.
    2. Quem estourou nessa rede, vai precisar se reinventar. Fotos inspiradoras não serão mais suficiente para engajar sua comunidade.
  2. O engajamento na sua timeline (suas fotos), que já vinha caindo, vai despencar devido à grande quantidade de conteúdo para ser consumida. O engajamento nos stories já começaram a cair também.
  3. Prepare-se para ser boa não apenas em fotos e conteúdo escrito, mas também em vídeos. O consumo de vídeo na internet cresce vertiginosamente e a IGTV é mais uma prova disso.

http://adnews.com.br/midia/igtv-x-youtube-todos-querem-os-influenciadores.html