Arquivo da tag: Out of Home

Marketing olfativo: marca espalha aroma de sorvete na Av. Paulista

Não se surpreenda se sentir aquele cheirinho de biscoito de forno ao passar pela Avenida Paulista esta semana (04). A Bacio di Latte, em parceria com a Otima e a Pilar, preparou uma ação especial que vai deixar muita gente com água na boca.

Para divulgar o novo sabor da marca, de biscoito de gingerbread, o abrigo de ônibus localizado na Avenida Paulista 2026 vai liberar no ambiente o aroma do sorvete, feito à base de gengibre, cravo e canela. Confiro abaixo algumas imagens da ação:

Construtora cria storytelling em OOH e chama a atenção de paulistanos

fdas

Milhões de pessoas cruzam a Grande São Paulo todos os dias. Seja para ir ao trabalho, estudo ou lazer, o metrô e as estradas são os caminhos mais utilizados e presentes na rotina do paulistano. Seu uso é tão comum e ordinário que é muito difícil algo que lá acontece mobilizar os passageiros. Porém, uma placa com os dizeres “MÁRCIA VOLTA PRA MIM!!! EU TE AMO!” gerou curiosidade em muitos usuários que as viram espalhadas pela zona metropolitana da capital.

Em uma ação de OOH com a lógica parecida aos cases de sucesso como Robson e a “Perdi Meu Amor na Balada” da Nokia, os organizadores da campanha sabiam que a intervenção levantaria dúvidas e criaram uma fanpage com a mesma frase que o suposto apaixonado fixou nas estações. Sem entender nada, muitos internautas comentaram e se perguntavam o que acontecia.

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmarciavoltapramim%2Fposts%2F145383206080259&width=500

Alguns, mais atentos, previram ser jogada de marketing, mas nem os escolados no assunto imaginariam que todo o projeto foi pensado pela construtora Hoga em parceria com a agência de publicidade Alpha Infinito.

Revelada há algumas horas, a brincadeira gerou controvérsias ao revelar que o amante queria reconquistar sua paixão com a compra de uma “casa com quintal graaande que você tanto queria lá no Bosque Dos Pássaros”.

Veja abaixo a reação dos seguidos da página no Facebook:

https://www.facebook.com/plugins/post.php?href=https%3A%2F%2Fwww.facebook.com%2Fmarciavoltapramim%2Fposts%2F146267695991810&width=500

Para saber mais sobre a história da agência, como a ideia surgiu e os resultados da estratégia conversamos com Augusto Sampaio da Alpha Infinito. Confira abaixo o bate-papo:

Qual a história da Alpha Infinito? 

A Alpha Infinito é uma agência de publicidade criada em 2002 com foco em varejo e especializada em mercado imobiliário. Atualmente nossa atuação está mais direcionada para planejamento estratégico e consultoria de marketing.

Como surgiu a ideia de contar uma história de amor nas plataformas de metrô?

Com o mercado como um todo bastante difícil – e em especial o imobiliário – temos feito muitas ações em diferentes veículos e lançado mão de diferentes estratégias para conseguir resultados positivos, e essa ideia surgiu em um momento de brainstorm em que as ações convencionais já estavam se mostrando desgastadas … era preciso um respiro para refrescar tudo: ideias, conceitos, abordagens … e brincar um pouco numa época em só se ouve falar em corrupção, denúncias, brigas de políticos, etc

É difícil imobiliárias apostarem em uma estratégia dessa maneira no Out Of Home. Como foi a concepção da campanha?

Sim, é difícil, mas aqui temos uma situação diferente: a Hoga é uma construtora que como todas as outras se viu diante de um mercado em crise, o que a obrigou a se ajustar rapidamente ao novo cenário. A Alpha Infinito foi contratada para fazer o planejamento estratégico da virada em setembro do ano passado, e desde então criamos uma relação tão estreita que uma campanha com esse arrojo foi aceita em função dos resultados obtidos nos últimos doze meses.

A resposta por parte do cliente e a procura por casas no Bosque dos Pássaros têm sido positivas?

O “mistério” da campanha somente foi revelado a partir de segunda-feira (30) e agora começaremos a colher os resultados. Criamos uma página no Facebook que atualmente tem 14.000 seguidores e para esse público serão feitas ações de estímulo à visitação à casa decorada, no plantão de vendas. Assim, os resultados aparecerão nos próximos 30 dias.

Houve inspiração nas ações de campanhas OOH como a do Robson e da “Perdi Meu Amor na Balada” da Nokia?

Não, nenhuma

Há algo que você sentiu falta em perguntar?

Nós – publicitários – sabemos que não existe agência boa sem cliente bom. Uma boa ideia não toma forma se o cliente não encampá-la e aprová-la. A Hoga entrou na aposta junto com a Alpha Infinito e viabilizou a realização da campanha.

http://adnews.com.br/social-media/imobiliaria-cria-storytelling-pela-cidade-e-impacta-audiencia.html

Anúncio conversa com público em ponto de ônibus

 

13 de Março de 2017 

Samsung

Uma boa forma de anunciar a inovação em um smart watch é utilizar as possibilidades do Out Of Home para comunicar as mudanças. Na ação da Leo Burnett israelense, a agência usou um ponto de ônibus para criar um anúncio interativo do gadget da Samsung, o Frontier. Na intervenção, a peça aparentemente estática de um homem que mostra o acessório se mexe, emite sons e conversa surpreendendo as pessoas que aguardam seu transporte.

Confira abaixo a reação dos transeuntes ao serem impactados por perguntas sobre as horas e o lugar de nascença:

http://adnews.com.br/publicidade/homem-pergunta-horas-em-acao-da-samsung.html

Milka permite que usuários enviem mensagens para outdoor

Com a unificação do online e offline, abrimos um leque de possibilidades para a propaganda. Foi o que a Milka fez ao unir a praticidade da internet com a magia do out of home em sua nova campanha.

Consciente de como a rotina atrapalha os relacionamentos humanos, a marca de chocolates criou uma plataforma para que ucranianos pudessem mandar mensagens de amor e carinho a pessoas especiais. Ao criar o recado, o usuário poderia escolher em qual mídia gostaria que ela fosse veiculada, TV, redes sociais ou out of home.

Em parceria com 15 canais locais e instalação de mídia externa em 25 cidades, milhares de mensagens foram distribuídas pelas ruas, casas, e computadores dos ucranianos.

Redação Adnews – 30/11/2015

http://www.adnews.com.br/out-of-home/milka-permite-que-usuarios-enviem-mensagens-para-outdoor

Coletiva lança Projeto Verão de mídia aeroportuária

A Coletiva, que atua no segmento de mídia aeroportuária out of home, acaba de lançar o Projeto Verão 2015. O objetivo é oferecer oportunidades especiais para que agências e anunciantes veiculem ações publicitárias durante o período mais movimentado dos aeroportos do Brasil.

Vale lembrar que a especialidade da empresa é mesclar captação de resíduos e ativação publicitária, estratégia que já impactou mais de 75 milhões de pessoas nos 10 principais aeroportos do País durante o seu primeiro ano de atividades, além de promover a reciclagem de mais de 260 mil quilos de resíduos sólidos.

O Projeto Verão da Coletiva consiste na elaboração de planos nacionais de mídia para publicidade de marcas ou produtos nos aeroportos de Congonhas, Santos Dumont, Internacional de Salvador, Internacional de Porto Alegre, Internacional de Recife, Internacional de Curitiba e Internacional de Fortaleza. São mil pontos verticais, horizontais e fixos de exposição de publicidade de marcas ou produtos no Circuito Praias.

De acordo com a Coletiva, uma das vantagens do Projeto Verão é a possibilidade da customização da publicidade de acordo com o ambiente do aeroporto em que ela será veiculada.

Os painéis da Coletiva já contaram com anúncios de mais de 30 marcas de diversos segmentos, entre elas, Gol Linhas Aéreas, Hyundai, Netshoes, SporTV, Pepsi, Bradesco, P&G, Citibank, Cinemark, CNA, Multishow, GNT, Telecine, Correios, Ultrafarma, Discovery, Fogo de Chão, Renner, TOTVS e Heineken.

Redação Adnews – 19/11/2015

http://www.adnews.com.br/publicidade/coletiva-lanca-projeto-verao-de-midia-aeroportuaria

Métricas e novas tecnologias mudam o jogo a favor para a mídia exterior

A mídia exterior ou Out of Home, sempre teve dificuldades em auditar seu público com precisão – tanto para precificar seus espaços como para comprovar sua eficiência. Talvez por isso, sempre foi considerada uma mídia de apoio. Por outro lado, vemos as mídias digitais ganhando cada vez mais espaço no bolo publicitário porque conferem a agências e anunciantes precisão a eficiência da comunicação.

Mas, agora, a mídia OOH tem um novo e poderoso aliado: as métricas digitais. As poderosas ferramentas analíticas saíram direto da web para os mais diversos pontos da cidade criando para esta mídia uma nova postura e competitividade frente as mídias digitais e outras que entregam precisão em seus resultados, ampliando assim as alternativas de qualquer plano.

Os recursos de contagem de público, identificação de perfil e análise de tempo de leitura da comunicação são apenas algumas das novas vantagens desta grande revolução.

Até pouco tempo, a mídia exterior baseava sua audiência em número de pessoas que circulavam na região em um determinado período, números estes que ficavam defasados rapidamente em função de novas vias, períodos do ano, entre outros fatores externos.

Com as novas tecnologias, o jogo muda. Agora, o OOH pode validar tecnicamente o espaço publicitário e sua eficiência. Além disso, as empresas locadoras podem oferecer com precisão o perfil do público circulante. Mas, a novidades não param somente em contagem.

A avaliação de engajamento também é possível através da quantidade e perfil do público que efetivamente olha para a peça e o tempo médio de leitura.

A captura dos dados acontece de forma digital, por contadores e sensores, que analisam a quantidade de pessoas ou carros que passam no local, assim como o perfil do púbico mais próximo, como na mídia em pontos de ônibus ou estações do Metrô.  O nível de engajamento é levantado a partir da identificação de quanto tempo os espectadores observam a mensagem. Essas informações impactam as agências de publicidade, que podem melhor analisar se sua comunicação chama ou não atenção.

Não é difícil perceber que estas novas métricas possibilitam melhor controle sobre o investimento publicitário quando comparado com outras mídias que ainda dependem de pesquisas constantes ou outros tipos de controle sobre sua audiência, como o rádio, por exemplo.

Em um país onde o investimento no transporte público é prioritário e as pessoas circulam em seus carros num tempo de trânsito cada vez mais, a mídia exterior pode se tornar um poderoso veículo de comunicação com excelente controle de verba e engajamento. Vale a pena ficar de olho.

Ricardo Tucci é head de marketing da Seed. Formado em Comunicação Social com especialização em Branding pela FGV e especialização em Semiótica Psicanalítica pela PUC/SP.

16 de abril de 2015 · Atualizado às 11h23

http://www.adnews.com.br/artigos/metricas-e-novas-tecnologias-mudam-o-jogo-a-favor-para-a-midia-exterior