Arquivo da tag: Twitter

Twitter terá página especifica para conversas sobre programas de TV no Brasil

 

AAAAAAAAA

Nesta terça-feira (23), o Twitter anunciou o lançamento oficial de uma página especial que reúne tuites de usuários que comentam programas de TV enquanto são exibidos. O recurso foi testado na Copa do Mundo da Rússia e continuou nas eleições.

“A ideia é tornar mais simples a experiência das pessoas interessadas em acompanhar e comentar sobre o que está acontecendo nos programas de TV”, comunicou a empresa na rede social.

Cada programa contará com sua própria página e será disponibilizada 30 minutos antes e 30 minutos após a transmissão, para a interação dos internautas. As chamadas com os links para as páginas poderão ser visualizadas na aba “Explorar”.

http://adnews.com.br/internet/twitter-tera-pagina-especifica-para-conversas-sobre-programas-de-tv-no-brasil.html

Twitter celebra o dia da hashtag com emoji comemorativo

Hashtag

Todo ano, o dia 23 de agosto é uma data especial para o Twitter pois é o momento de comemorar o aniversário da primeira hashtag (#barcamp), Tweetada pelo designer americano Chris Messina (@chrismessina) em 2007.

Ao longo dos últimos 11 anos, o símbolo evoluiu de um mecanismo para simplesmente marcar ou categorizar Tweets para uma forma fácil, divertida e poderosa de agregar conversas e movimentos globais.

Para celebrar a data, o Twitter criou um emoji especial que ficará disponível durante todo o dia em diversos países. Para ativá-lo, basta Tweetar com a hashtag #DiaDaHashtag.

Desde sua criação, a hashtag ganhou importância e se tornou parte das conversas na plataforma no mundo todo. De acordo com dados da rede social, cerca de 125 milhões de hashtags são mencionadas por dia no Twitter, destacando o que está acontecendo no mundo e possibilitando às pessoas explorarem o que está sendo falado no momento sobre os mais diversos interesses.

http://adnews.com.br/publicidade/twitter-celebra-o-dia-da-hashtag-com-emoji-comemorativo.html

Saiba por que apenas um tweet fez o Snapchat perder R$ 4 bilhões

snap

Em tempos onde se discute a volatilidade das bolsas de valores ou mesmo dos sistemas de bitcoin, um único tweet nesta semana foi capaz de fazer a empresa que controla o Snapchat perder nada mais e nada menos que US$ 1,3 bilhão (ou cerca de R$ 4 bilhões) em valor de mercado na quinta-feira (22).

Em seu perfil no Twitter, que conta com 24,5 milhões de seguidores, a personalidade de televisão e empreendedora Kylie Jenner escreveu a seguinte mensagem: “Então mais alguém parou de abrir o Snapchat? Ou sou apenas eu… isto é tão triste”.

Algum tempo depois ela ainda tentou amenizar o impacto do que havia dito com a mensagem: “Ainda amo o snap… Meu primeiro amor”. Não foi o suficiente para frear a queda das ações da Snap, que caíram 6%.

Está muito claro que o Snapchat tem perdido espaço para o Instagram nos últimos tempos, sobretudo com o sucesso avassalador da ferramenta Stories. Entretanto, tal caso serve para refletir o quão grande é o desafio das marcas no sentido de aprender a lidar com possíveis mensagens de pessoas influentes, fora e dentro das redes sociais.

http://adnews.com.br/social-media/saiba-por-que-apenas-um-tweet-fez-o-snapchat-perder-r-4-bilhoes.html

Twitter lança anúncio em Vídeo In-Stream no Brasil

play

Chega ao mercado brasileiro o anúncio em Vídeo In-Stream. Disponibilizado pelo Twitter, o formato de publicidade em vídeo, permite aos anunciantes associarem suas marcas a um conteúdo premium de maneira segura e em escala. Além disso, a ferramenta também atua levando em consideração o público-alvo da campanha e os assuntos de interesse do consumidor a ser impactado.

 
Os anúncios da marca são veiculados em vídeos criados por parceiros produtores (que não necessariamente são digital influencers, mas perfis que já falem, de forma embasada, sobre o recorte em questão) de conteúdo nos segmentos de entretenimento, esportes e notícia, divididos em 15 categorias. Os anúncios são exibidos antes do início dos vídeos dos parceiros (pre-roll) selecionados de acordo com o perfil indicado pelo anunciante.
 
Com o aparato, as marcas têm a oportunidade de participar das conversas em tempo real na plataforma a partir dos diferentes conteúdos em vídeo assistidos pela sua audiência. Além disso, o fato de os vídeos disponíveis para receber anúncios serem produzidos por parceiros do Twitter garante que a marca esteja atrelada a um conteúdo de qualidade e seguro.
 
Renata Altemari, gerente de soluções de vídeo do Twitter para a América Latina explica a ferramenta: “O anúncio em Vídeo In-Stream é a única solução disponível do mercado no formato pre-roll no feed de notícias do usuário. Ele alia conteúdo premium a um ambiente em tempo real permitindo que as marcas alcancem uma audiência altamente qualificada e segmentada. Dessa forma, os anunciantes têm a segurança de que os vídeos aos quais estarão associados são relevantes para o seu público-alvo sem riscos”. “Além disso, o investimento do anunciante é dividido entre Twitter e o parceiro, que tem uma nova maneira de monetizar o seu conteúdo.”
 
O produto, lançado nos Estados Unidos em 2017 e já disponível em alguns mercados, passou por uma fase de testes no Brasil, com anúncios de P&G (@PG_Brasil) e Mastercard (@MastercardBR) — com as agências iProspect e WMcCann, respectivamente.
 
Já para Bárbara Régis, gerente de mídia da P&G, ter mais uma possibilidade de fazer campanhas para uma audiência influente, receptiva, atenta e ainda de forma atrelada entre suas marcas próprias e conteúdos de qualidade e brand-safe com anúncios em escala, é um “ganho para nós e para o mercado”. Régis cita a campanha criada por Old Spice (@Lobo_OldSpice) com o anúncio em Vídeo In-Stream que teve métricas positivas. O material alcançou 3,2 milhões de visualizações com 100% viewability aferido por parceiro de mensuração”, garante.
 
O Twitter já conta com parceiros no país cujos vídeos podem vir acompanhados dos anúncios e trabalha constantemente para atrair mais produtores de conteúdo premium a este seleto grupo. Entre os publishers que já fazem parte do rol de parceiros selecionados está, por exemplo, o Corinthians.
 
“O Twitter é um dos nossos grandes parceiros de conteúdo. A relação entre o clube e a plataforma é duradoura e positiva. Com este novo passo, além da entrega gigantesca que o Twitter nos oferece, criamos uma nova fonte de receita para o Corinthians. Tivemos o privilégio de participar da fase de testes e o resultado foi extremamente satisfatório”, diz André Stepan, gerente de conteúdo do Corinthians.
 
Para oferecer dados precisos sobre os resultados dos anúncios de vídeo, o Twitter mantém parcerias globais com provedores de métricas terceirizados líderes do setor. Os anunciantes podem ter acesso a estudos e informações qualificadas sobre o impacto que as campanhas têm na plataforma em relação a viewability e brand-effect, entendendo a influência da publicidade no público-alvo, o resultado da mídia e o alcance das mensagens na audiência certa.
 
Em estudos realizados pelo Twitter com a Nielsen, notou-se que os consumidores que viram anúncios em vídeo no Twitter eram 50% mais propensos a conhecer uma marca, 14% mais favoráveis a essa marca e com uma intenção de compra 18% maior do que aqueles que não estavam expostos a esse tipo de anúncio.

Influu lista 5 tendências para as redes sociais no próximo ano

influu redes sociais

De acordo com uma pesquisa feita pela consultoria eMarketer, em 2017, o uso das mídias sociais alcançou um terço da população global. Toda essa gente tem de lidar com as ferramentas diante da suas constantes mudanças. Pensando nisso, a influu, plataforma que conecta influenciadores digitais às marcas, separou as principais tendências para mídias sociais para o próximo ano. Realidade aumentada, transmissões ao vivo, vídeos em grupo são algumas das tendências que você confere a seguir:

Instagram Stories

Mesmo com a tentativa falha de Mark Zuckerberg de comprar o aplicativo Snapchat, o Instagram Stories se tornou referência mundial em vídeos curtos, com mais de 200 milhões de usuários mensais em apenas um ano. Considerada uma ferramenta de grande potencial para a publicidade, muitas marcas estão apostando no stories para a divulgação de seus produtos e serviços.

Transmissão ao vivo

Já com grande crescimento neste ano, as transmissões ainda são uma tendência para o próximo ano. Pequenas e grandes marcas estão usando como forma de conseguir novos seguidores. Um exemplo disso foi a Goruck, fabricante de mochilas e organizadora de eventos de resistência, que cresceu em alcance através de conteúdo atrativo no Facebook. Milhares de seguidores sintonizados para assistir a cobertura ao vivo de 48 horas de uma corrida de resistência.

Reinvenção do Twitter

Com uma queda significativa de usuários em 2017, o Twitter deve se reinventar para o próximo ano e se tornar tendência novamente. As possíveis mudanças incluem a venda da empresa a investidores privados, a inclusão de algum elemento de assinatura e/ou renovação das opções de publicidade.

Vídeos em grupo

Um grande número de aplicativos com essa função estão sendo criados agora no ano de 2017 e prometem estourar no próximo ano. Um deles é o House Party, plataforma de vídeo que já é usada por mais de um milhão de usuários por dia e possibilita a participação de seis pessoas por chamada de vídeo.

Realidade aumentada

Em setembro deste ano, a Apple anunciou dois novos aparelhos: o iPhone 8 e o iPhone X, ambos os dispositivos disponibilizam ao usuário a realidade aumentada de diversos lugares. Por conta disso, uma das promessas para 2018 é que as redes sociais tenham que se adaptar a esta nova tecnologia em suas páginas.

http://adnews.com.br/internet/influu-lista-5-tendencias-para-redes-sociais-no-proximo-ano.html

Twitter terá canal de notícias 24 horas por dia

abre tictoc

O Twitter se uniu a Bloomberg para anunciar o lançamento de uma rede de notícias livestreamed exclusiva. Pelo canal serão veiculadas notícias 24 horas por dia, 7 dias por semana. Os planos indicam que o “TicToc by Bloomberg” irá entrar ao vivo na próxima segunda-feira, 18 de dezembro, mas ele já está disponível neste link. Inclusive, em um dos tuítes deixados, a marca relatou ser a “primeira e única rede de notícias global em transmissão ao vivo no Twitter, 24/7”.

Entrevistado pelo Wall Street Journal, Justin Smith, diretor executivo de mídia do Bloomberg, declarou que o serviço “terá foco nas notícias mais importantes para uma audiência inteligente em todo o mundo”.

Mas engana-se quem possa imaginar que se trata de uma replicação das notícias operadas no canal de TV da plataforma de notícias e informações financeiras. O canal será composto de relatórios de notícias ao vivo dos departamentos de notícias de todo o mundo, também contará com um mix de vídeo com curadoria e verificação publicado no Twitter pelos usuários da plataforma de redes sociais, tudo com curadoria e verificação da Bloomberg.

A intenção, conforme Anthony Noto, diretor financeiro e operacional do Twitter é alcançar aqueles que não pagam por TV: “Nós realmente pensamos que podemos chegar ao público que não está pagando pela TV e achamos que a Bloomberg é a parceira perfeita para nós começarmos”.

Conforme defendido por Smith, o hábito que muitos usuários do Twitter tem de assistir a um evento ao vivo na TV, ao mesmo tempo que publicam comentários no Twitter em seus telefones celulares, fez um argumento forte para tentar combinar os dois: “Os espectadores já abraçaram uma experiência multitela com eventos ao vivo e casar com essas experiências parecia ser uma coisa muito poderosa para oferecer aos consumidores”, disse ele.

Para disponibilizar este serviço, uma equipe de cerca de 50 repórteres, editores, produtores e analistas de mídia social será supervisionada por M. Scott Havens, chefe global de digital da Bloomberg e Mindy Massucci, líder editorial da TicToc pela Bloomberg.

http://adnews.com.br/negocios/twitter-tera-canal-de-noticias-24-horas-por-dia-7-dias-por-semana.html

Nova funcionalidade: agora é possível tweetar em sequência

tuírer
Quem tem Twitter sabe o quanto publicar de forma seguida não era muito fácil (normalmente o que se fazia era numerar em ordem cronológica os posts). Chegou o dia que a plataforma anunciou novidades para aqueles que se incomodavam com esta situação. Uma atualização da rede social permite a conexão de Tweets feitos em sequência.
 
A novidade possibilita o compartilhamento de histórias mais completas e comentários contínuos sobre qualquer assunto, além de tornar mais rápida a forma de encontrar as publicações na plataforma.
 
A função pode ser utilizada por meio de um botão com o sinal de adição (+) presente na tela de criação de um Tweet. É possível adicionar mais Tweets à sequência publicada a qualquer momento com o novo botão “adicionar outro Tweet”. Além disso, uma sequência poderá ser detectada com o botão “mostrar esta sequência”

É oficial: agora o Twitter permite 280 caracteres por Tweet

Patão

Após um teste realizado com um número restrito de usuários para expandir o limite de 240 caracteres por Tweet (veja aqui), , o Twitter anuncia nesta semana (7) que a nova quantidade máxima de 280 caracteres passa a ser válida para todos mundialmente à exceção dos que postam em japonês, coreano e chinês, devido à maior facilidade de se expressar em menos espaço nesses idiomas.

O objetivo do teste, lançado em setembro, foi permitir que usuários se manifestassem de maneira mais simples em um Tweet, mantendo a velocidade e a brevidade para se atualizar sobre o que está acontecendo no mundo. A decisão de ampliar o limite para 280 caracteres para todos os usuários foi tomada a partir da avaliação dos resultados do teste.

O Twitter é sobre brevidade, o que faz da plataforma um dos melhores lugares para se atualizar sobre os acontecimentos globais. Os Tweets vão direto ao ponto, com as informações que mais interessam. Esse é o DNA da plataforma e, segundo ela, nunca vai mudar. O Twitter seguirá estudando dados e ouvindo seus usuários para entender como pode melhorar.

http://adnews.com.br/social-media/e-oficial-agora-o-twitter-permite-280-caracteres-por-tweet.html

Microinfluenciadores são responsáveis por 66% do conteúdo das redes

sda
Lorrayne Mavromatis, youtuber que deixou região caribenha após a devastação do furacão Irma, viu suas redes crescerem 1.473% em poucos dias

Uma vez que redes sociais se tornaram referência na busca de conteúdos e informações, grandes empresas passaram a se associar com influenciadores digitais, mas compreender qual a melhor estratégia para isso se tornou um desafio constante. Pensando nisso, a Airstrip Group, empresa de tecnologia e mineração de dados provenientes das redes sociais, realizou um estudo a partir de sua base de mais de 1.1 milhão de perfis monitorados, que explica como posts contribuem para o marketing de influência.

Nos últimos 90 dias, essa mesma base gerou 560 milhões de post, o quais foram analisados pela empresa, sob três pilares: mudanças no comportamento das redes sociais, estratégia com micro influenciadores e o impacto de posts patrocinados.

Para sócio, Luis Otávio Cambraia, entender exatamente quem são os micros e macroinfluenciadores e como eles são relevantes na estratégia de comunicação das empresas é o diferencial para o sucesso das marcas. “O primeiro passo é fazer uma seleção de perfis de acordo com a relevância do influenciador dentro das categorias desejadas. Ele deve ter ao menos 30% de relação com o tema desejado. Em seguida, filtramos aqueles de acordo com a qualidade de engajamento a partir da pontuação na nossa ferramenta e, para finalizar, fazemos a distribuição de perfis entre os diferentes tamanhos de base”, explica.

O levantamento mostra que perfis com base de seguidores de até 20k são os que mais geram conteúdo, sendo responsáveis 66% dos mesmos. Outros 24% estão nas mãos de quem tem entre 20k e 100k seguidores. Ou seja, 86% do conteúdo analisado foi gerado por perfis com base de audiência menor de 100k. Influenciadores com mais de 1 milhão de seguidores geram apenas 2% dos posts.

Além de analisar o volume de posts, o estudo identificou queda de interesse do público em postagens pagas. No Instagram, por exemplo, perfis com mais de um milhão de seguidores tiveram uma queda de 47,3% de engajamento em publicações identificadas como patrocinadas por marcas através do uso de hashtags como #ad, #publi #publipost, entre outras. Já nos perfis entre 20k e 100k, os posts tiveram 24,7% a menos de comentários e curtidas. No Facebook, essa queda se deu em 35,8% e 21,6% para os mesmos grupos.

Para explicar esses números, uma vez que nota-se que os influenciadores estão gerando conteúdos relevantes para as marcas, Luís Cambraia ressalta que “os seguidores são sensíveis aos conteúdos patrocinados. Além de um olhar criterioso para o perfil do influenciador versus o contexto onde a marca está inserida, há ainda a necessidade de autenticidade na criação do conteúdo, uma vez que ele determina a taxa de engajamento e garante maior ROI para as marcas”.

A Airstrip analisou ainda o crescimento das redes sociais e os assuntos mais comentados em cada rede. No último ano, o Youtube foi a rede social que mais gerou alcance para seus usuários, totalizando 108,2% de crescimento das bases. Em seguida, vêm o Instagram com 63,3%, o Facebook com 44,8% e, por último, o Twitter com crescimento de apenas 30,5%. Dos assuntos mais comentados, futebol e política saem à frente no Facebook, já no Instagram, o assunto preferido dos usuários varia entre moda e fitness.

Dentro dessa análise de comportamento das plataformas, alguns perfis foram destacados, mostrando que as redes sociais estão conectadas ao offline, como um termômetro realtime ou agente de disseminação espontânea:

Entre 100k e 300k:

  1. @paratudoo cresceu %762%
  2. @crispimicheli cresceu 302%
  3. @mandycandyreal cresceu 102%

Entre 300k e 1M:

  1. @lorraynemavromatis cresceu 1.473%
  2. @negblack cresceu 268%
  3. @silveropereira cresceu 127%

Acima de 1M

  1. @pabllovittar cresceu 92%
  2. @paulinhop8 cresceu 46%
  3. @rafaeluccman cresceu 36%

Michele Crispim, ganhadora do Masterchef, viu suas redes crescerem 302% nos últimos 90 dias

Twitter lança pacotes de conteúdo para criadores digitais

pacote tt

O Twitter lança hoje pacotes especiais de conteúdo feito por criadores digitais para que anunciantes possam aproveitar, de forma fácil e rápida, o melhor da plataforma com ativações voltadas a Black Friday, Natal e verão. Ao todo são  14 soluções idealizadas por Niche, a comunidade do Twitter que reúne criadores digitais e gerencia os projetos que os envolvem, incluindo vídeos, séries, fotos, cobertura de ativações de marcas e Tweetaços com influenciadores. Dependendo da demanda do anunciante, também é possível ajustar os pacotes com ideias customizadas.

Thaiza Akemi, líder de Niche na América Latina falou sobre a plataforma: “Niche possibilita às marcas passarem suas mensagens ao consumidor de forma natural, com o estilo particular de cada criador de conteúdo”. E adicionou: “A antecipação dos pacotes especiais para as datas de fim de ano facilita muito o planejamento dos anunciantes, assim como a gestão dos projetos com as agências, marcas e produtoras”, acrescenta. Vale ressaltar que todo conteúdo produzido por Niche pertence à marca e pode ser utilizado em qualquer plataforma além do Twitter.

Em um dos pacotes oferecidos, por exemplo, Niche convida um grupo de fotógrafos para uma viagem por uma praia do litoral brasileiro para que criem conteúdos envolvendo o produto do cliente em situações de verão. Outra proposta prevê a participação um criador digital relacionado a gastronomia na produção de receitas especiais com produtos do anunciante. E outra, mais voltada ao Natal, envolve vídeos com casais e famílias se presenteando com produtos escolhidos pela marca, destacando não apenas os itens, mas as reações das pessoas.

http://adnews.com.br/social-media/twitter-lanca-pacotes-de-conteudo-de-criadores-digitais-para-black-friday-natal-e-verao.html