Arquivo da tag: Facebook

Social Commerce: 74% dos brasileiros usam redes sociais para comprar

O consumo online, que já vinha crescendo significativamente antes da pandemia, hoje se tornou um hábito para 86% dos brasileiros. E como boa parte das pessoas está nas redes sociais — são 4,2 bilhões de usuários no mundo, segundo a We Are Social —, o avanço do Social Commerce, que engloba o relacionamento mais próximo com os compradores e a prática de compra e venda via redes sociais, ocorre a passos largos.

De acordo com pesquisa Social Commerce, realizada pela All iN | Social Miner, em parceria com a Etus e a Opinion Box, 37% dos usuários fazem uma visitinha às lojas digitais pelo menos uma vez por mês em busca de ofertas, e 23% acessam a rede semanalmente para fazer compras. Para pesquisar itens de desejo, 76% dos consumidores já recorrem às redes sociais — 56% deles para ter acesso a avaliação de outros clientes, e 54% para comparar preços.

Segundo o levantamento, os clientes das classes A e B são os que mais se interessam pela experiência de compra de outras pessoas (75%), enquanto entre o público de classe C, D e E, a porcentagem fica em 65%.

Para André Patrocínio, CEO da Etus, isso indica que os consumidores acreditam que as redes sociais têm possibilitado o acesso a uma avaliação real sobre o produto e a loja. “Quem está pesquisando quer saber a opinião de quem já comprou para ter certeza se o produto é de boa qualidade, se o tempo de entrega, preço e atendimento valem à pena, bem como se a compra é segura. Os comentários ficam visíveis, e isso pode ser bastante positivo à marca — ou não. Por isso, é fundamental garantir um bom atendimento nas redes sociais, e também no site e aplicativo”, explica Patrocínio.

O Instagram é o preferido por quem usa as redes para buscar produtos (62%), seguido pelo Facebook (61%), Google Shopping (61%) e WhatsApp (37%):

Na hora da compra, qual canal é o escolhido pelos clientes?

Dos 86% que têm o costume de consumir online, 74% o fazem pelos sites e aplicativos, 18% nas lojas físicas, e 8% pelas redes sociais. Falando especificamente dos que usam as redes sociais para consumir, a maioria recorre ao Google Shopping (53%) e ao Instagram (50%):

Entre as razões pelas quais as pessoas escolhem comprar nas redes sociais, há uma gama de opiniões diferentes que vão desde preço, rapidez, e acesso a mais informações sobre os produtos, à facilidade e praticidade ao pesquisar e à possibilidade de encontrar lojas menores, de pequenos e médios produtores:

Segundo a pesquisa, além dos preços (54%) e praticidade (49%), há pessoas que se sentem mais seguras ao comprar em sites e apps (44%), e outras que querem ter acesso a mais opções de produtos (44%).

A importância das avaliações no Social Commerce

O levantamento ainda revela que 75% dos consumidores têm o hábito de avaliar lojas e marcas das quais compram, 62% fazem isso nos sites das lojas/marcas, 35% em sites como o Reclame Aqui, e 34% nas redes sociais da marca, ou nas suas próprias redes sociais (que é a opção de 26% dos respondentes).

Os dados mostram também que 56% aderiram às redes sociais para pesquisar sobre produtos com o intuito de ter acesso às avaliações de outros compradores, e 67% vão direto aos comentários de outros clientes para saber como foi a experiência deles com a marca.

Para André Patrocínio, é fundamental que as empresas — incluindo pequenos produtores — percebam que Instagram, Facebook, Whatsapp, conhecidas redes de relacionamento entre amigos e familiares, se abriram e ganharam força quando o assunto é comércio, e se atentem mais a estratégias que incluam esses canais, até porque, proporcionar uma jornada omnichannel aos consumidores hoje é algo essencial, visto que 60% já consomem de forma híbrida no país.

“As redes sociais têm se mostrado uma importante vitrine — tanto para o lado positivo quanto para o negativo — e uma grande ferramenta de fidelização, tanto às grandes marcas, que conseguem dividir com os potenciais compradores a rotina de produção dos itens e serviços oferecidos, convidando-os a interagir e fazer parte desse dia a dia, quanto aos pequenos produtores e comércios locais, que conseguem divulgar seus negócios de maneira orgânica. Cabe aos varejistas investir em uma boa comunicação e uma boa experiência aos usuários para que suas qualidades sejam amplificadas por meio das redes”, afirma o CEO da Etus.

22/06/21 – Redação – https://www.ecommercebrasil.com.br/noticias/social-commerce-brasileiros-redes-sociais-comprar/

Facebook e Instagram anunciam novas formas para ajudar criadores a monetizar

As atualizações de hoje são parte dos esforços para apoiar criadores enquanto constroem suas carreiras nas plataformas do Facebook e Instagram. Eles estão fazendo um progresso incrível e teremos mais informações para compartilhar nos próximos meses.

Na sessão de abertura do Creator Week, Mark Zuckerberg compartilhou algumas atualizações e disse: “Nosso objetivo é ser a melhor plataforma para criadores de conteúdo como vocês ganharem dinheiro. E, se você tem uma ideia que deseja compartilhar com o mundo, você deve ser capaz de criá-la e divulgá-la com facilidade e simplicidade – no Facebook e no Instagram – e então ganhar dinheiro com seu trabalho”.

Como o Facebook e o Instagram ajudam você a ganhar dinheiro

No Facebook, eles ampliaram os produtos de apoio aos fãs (como Assinaturas de fãs e Estrelas), disponibilizando-os para ainda mais criadores de conteúdo. Como por exemplo:

Assinaturas de fãs: os fãs podem demonstrar apoio direto a você por meio de pagamentos recorrentes mensais. Agora, qualquer Página nestes mercados que atenda os critérios de qualificação poderá se inscrever aqui.

Estrelas: as Estrelas são ótimas para ajudar você a obter receita nos streams ao vivo. Seus fãs podem comprar Estrelas e enviá-las para você nos comentários. Além disso, agora é possível definir metas de Estrelas, adicionar cartões de agradecimento automáticos e outras ferramentas no Estúdio de Criação. Os criadores de conteúdo nestes mercados podem expressar interesse e começar aqui.

Os anúncios in-stream continuam evoluindo no Facebook, permitindo que você monetize mais tipos de vídeo com anúncios. Entenda mais abaixo:

Anúncios em vídeos curtos: use anúncios de imagem e post-roll para monetizar conteúdo de 60 a 180 segundos de duração com anúncios de imagem e post-roll. Estamos testando esses dois formatos de anúncio sem interrupção em vídeos curtos envolventes, além de investir em soluções de monetização para conteúdo de longa duração.

Anúncios para vídeos ao vivo: agora, os vídeos ao vivo podem ser usados para anúncios de uma maneira totalmente nova. Monetize vídeos transmitidos ao vivo e permita anúncios mid-roll no seu stream ao vivo enquanto o stream é exibido em uma janela menor.

Novas experiências de anúncio: estamos trabalhando para aumentar os pagamentos gerais dos criadores de conteúdo no Watch. Por exemplo, estamos testando uma opção que permite que as pessoas comecem a assistir aos vídeos no Feed de Notícias e continuem assistindo no Watch após visualizarem um anúncio curto.

Também eles estão ampliando o acesso para criadores de conteúdo do Facebook e Instagram para o Gerenciador de Colaboradores da Marca, que ajuda você a encontrar parceiros de marca em potencial e colaborar com eles.

Para criadores de conteúdo que organizam eventos online, eles começaram a convidar Páginas do Facebook para uma nova forma de monetização, chamada eventos online pagos.  Nela, há uma cobrança de uma taxa única de acesso quando os convidados se inscrevem para participar do evento. Em breve, teremos mais novidades para compartilhar.

Recentemente, também foi anunciado algumas atualizações interessantes sobre maneiras de ganhar dinheiro por meio do Instagram Live e IGTV. De início, ainda estão testando os selos no Instagram Live. Eles podem ser comprados pelos visualizadores que desejam demonstrar apoio aos seus criadores de conteúdo favoritos. Os fãs que comprarem selos no Live ficarão em destaque nos comentários e desbloquearão recursos adicionais, incluindo inclusão na lista de detentores de selos do criador de conteúdo e acesso a um coração especial.

Eles ainda introduziram anúncios no IGTV para dar apoio aos criadores de conteúdo, compartilhando a receita do anúncio. Os anúncios de vídeo serão desenvolvidos para dispositivos móveis, com até 15 segundos de duração. Ainda estão testando várias experiências nos anúncios do IGTV com um grupo pequeno de criadores de conteúdo e anunciantes nos EUA. E ampliaram o recurso aos poucos conforme aprimorarmos a experiência.

No começo deste mês, também foi apresentada ótimas novidades sobre as Lojas do Facebook além dos investimentos que temos feito em recursos como a loja do Instagram, compras ao vivo e muito mais, facilitando a compra e venda online. Os criadores de conteúdo e as marcas poderão marcar os produtos em suas Lojas ou no catálogo do Facebook antes de disponibilizá-los online. Esses produtos serão exibidos na parte inferior do vídeo para que as pessoas possam tocar facilmente neles para saber mais informações e comprar.

Melhorias no novo Estúdio de Criação

É provável que você já saiba gerenciar, publicar e monetizar vídeos em uma única localização centralizada usando o Estúdio de Criação. O Facebook acaba de compartilhar as melhorias feitas na experiência do Estúdio de Criação com o aplicativo de criação e agendamento de publicações no Estúdio de Criação, e a possibilidade de entrar no Estúdio de Criação usando as credenciais do Instagram, além de novas informações.

Agora, estão ampliando informações de vídeo com o Estúdio de Criação para ajudar você a controlar mais seu conteúdo. Você encontrará informações mais detalhadas no novo painel de detalhes de vídeo no Explorer, além de métricas por hora para seus vídeos.

Nicole Fanti Siniscalchi – 09/06/2021 – Como o Facebook e o Instagram ajudam você a ganhar dinheiro (adnews.com.br)

Facebook lança ferramentas para competir com Clubhouse

Novos recursos do Facebook permitirão que os usuários criem podcasts e até distribuam suas conversas gravadas3Shares3

Na segunda (19), o Facebook anunciou vários novos produtos de áudio, que devem chegar nos próximos meses e inicialmente, a um número limitado de pessoas. Os principais recursos são o Soundbite, o Podcasts e o Live Audio Rooms.

A ferramenta que bate de frente com o Clubhouse é o Live Audio Rooms, que chegará primeiro para grupos e figuras públicas como um teste e depois entrará para o Messenger, para que as pessoas possam interagir com os amigos. 

Os usuários poderão gravar suas conversas realizadas no chat e distribuí-las e, também será possível cobrar pelo acesso a essas salas por meio de uma assinatura ou taxa única. Além disso, o Star, sistema de gorjetas da plataforma, estará disponível para criadores de conteúdo individuais ou públicos.

Facebook Soundbite

Soundbite é um recurso para criar áudios curtos e clipes de áudio que podem ser usados para contar “pequenas histórias”, de acordo com a empresa. Num primeiro momento, o serviço estará disponível para poucos criadores de conteúdo.

Soundbite estará no feed de notícias e os usuários poderão gravá-los no “estúdio de som em seu bolso”, uma ferramenta separada do Facebook.

Facebook/ Divulgação

Podcasts

Os podcasts estarão presentes nas páginas dos criadores, e o Facebook declarou que vai ajudar os usuários a chegar até os áudios com base em seus interesses.

Facebook/ Divulgação

Parceria com Spotify

Zuckerberg disse que vem por aí uma parceria com o Spotify, que permitirá a transmissão de músicas e podcasts do app vizinho no feed de notícias. Ainda que Zuckerberg tenha declarado que o recurso é focado em música, os usuários poderão compartilhar podcasts do Spotify e permitir que as pessoas ouçam sem ter que sair do Facebook, apenas vinculando as contas

Heidy Orui Tujimura Ferreira – 21/04- https://adnews.com.br/facebook-lanca-ferramentas-para-competir-com-clubhouse/

Estudo revela marcas lideres em engajamento no Instagram e Facebook

Nunca houve um período mais turbulento para os profissionais de marketing digital do que os três primeiros trimestres de 2020. A pandemia do coronavírus teve um grande impacto sobre o engajamento dos usuários de mídia social e as marcas que buscam sua atenção. A boa notícia é que, embora haja muito ainda a ser feito, já é possível ver algumas evoluções notáveis ​​principalmente nos últimos meses, que apontam para um novo senso de normalidade, estabilidade e recuperação.

A conclusão faz parte de um amplo estudo realizado pela Socialbakers, plataforma líder global em soluções para a otimização de performance corporativa em redes sociais, que revelou ainda Netflix, Hotel Urbano, Grão de Gente, Esporte Interativo, Lojas Americanas, Caixa, Casas Bahia e Sadia como as marcas líderes em engajamento nas redes sociais no Brasil. Com uma estratégia bastante popular, a plataforma de streaming liderou o ranking de engajamento tanto no Facebook quanto no Instagram.

Segundo Alexandra Avelar, country manager da Socialbakers, é a partir das ações realizadas pelo público que a marca consegue saber se o trabalho está gerando o resultado esperado. “Com as reações, interações, comentários e outras ferramentas disponíveis é possível perceber se a marca está construindo uma imagem positiva e se está realmente atraindo a atenção do seu público e gerando confiança. Isso tudo porque com o crescimento e criação de mais plataformas o público está cada vez mais empoderado e sabe que pode expressar sua opinião como quiser”, comenta.

Quando o assunto é posts com mais interações, a Netflix domina o pódio com as três publicações com mais engajamento do público no Instagram, somando cerca de 2.7 milhões de interações apenas neste top 3.

 A plataforma também conquistou o topo do ranking geral de engajamento no Facebook com 4.1 milhões de interações em 265 posts. Em seguida aparece o Hotel Urbano, que recebeu 2.8 milhões de ações vindas do público em 1.288 postagens. O terceiro lugar foi ocupado pela Caixa, com 2 milhões de interações em 189 publicações. 

TOP 5: marcas que mais engajaram no Facebook:

Netflix – 4.182.190 de interações
Hotel Urbano – 2.821.098 de interações
Caixa – 2.092.169 de interações
Casas Bahia – 1.758.366 de interações
Sadia – 1.744.715 de interações

TOP 5: marcas que mais engajaram no Instagram:

Netflix – 48.815.039 de interações
Grão de Gente – 7.948.541 de interações
Esporte Interativo – 7.639.092 de interações
Hotel Urbano – 7.130.946 de interações
Lojas Americanas – 6.927.516 de interações

Metodologia do relatório
Os Social Media Trends Reports refletem o banco de dados da Socialbakers no início do trimestre seguinte ao trimestre do relatório. Os dados são extraídos uma vez e não são atualizados entre as liberações.

Por Kedyna Fernanda -21/01/2021 – https://adnews.com.br/estudo-revela-marcas-lideres-em-engajamento-no-instagram-e-facebook/

Facebook inaugura pop-up stores em lojas da Macy’s

Por Imprensa Mercado & Consumo  – 7 de novembro de 2018

O Facebook anunciou a abertura de pop-up stores em nove lojas diferentes da Macy’s. Nelas estarão disponíveis produtos de 100 marcas, algumas delas selecionadas por serem as “mais amadas” no Instagram e no Facebook. Entre elas estão a Love Your Melon, de moda, que trabalha com a conscientização e luta contra o câncer pediátrico e a Two Blind Brothers, que é uma empresa de roupas sem fins lucrativos, doando todos os recursos das vendas para pesquisas sobre cegueira.

As pop-up stores estão localizadas em unidades da Macy’s em Atlanta, San Antonio, Los Angeles, Las Vegas, Nova York, São Francisco, Seattle, Fort Lauderdale e Pittsburgh e irão funcionar até fevereiro de 2019.

A ação do Facebook pode ser um indicativo dos próximos passos da empresa no varejo de hardware. A companhia lançou o Oculus Rift, de Realidade Virtual e o Portal, um dispositivo para a realização de chamadas de vídeo.

https://www.mercadoeconsumo.com.br/2018/11/07/facebook-inaugura-pop-up-stores-em-lojas-da-macys/

Facebook estima que stories irá ultrapassar feed de notícias

xzc

O crescimento orgânico dos stories no Facebook tem sido cada vez maior. Com isso, o Facebook anunciou nesta quarta-feira (26) que o modelo vertical deverá ultrapassar o feed de notícias em 2019.

Mas não só isso, a companhia também revela o lançamento de anúncios na vertical para todos os precursores, desde os pequenos até os maiores, com o objetivo de atender a alta demanda do público por estes formatos. Alguns testes foram realizados com empresas como Consul e Chevrolet.

A compra das divulgações são feitas pelo Ads Manager, onde anunciantes tem a opção de publicarem suas propagandas no Instagram e no Facebook stories. Na interface, as marcas também poderão acessar ferramentas que adaptam suas campanhas para o vertical.

http://adnews.com.br/social-media/facebook-estima-que-stories-ira-ultrapassar-feed-de-noticias.html

Plataforma de vídeos do Facebook é lançada globalmente

Vídeos Facebook

Facebook Watch foi disponibilizado nesta quarta-feira (29) em todos os lugares, com objetivo de oferecer às pessoas uma nova maneira de descobrir vídeos e interagir com amigos, criadores de conteúdo e outros fãs.

Primeiramente lançado nos Estados Unidos em agosto de 2017, a função serve para oferecer no Facebook um lugar para encontrar programas e criadores de vídeos e para iniciar conversas com amigos, outros fãs e até mesmo com os próprios criadores. Durante o último ano, a experiência tomou um viés mais social ao criar programas que trazem a participação da audiência e com a abertura do Watch para vídeos de páginas. Essas atualizações ajudaram as pessoas a descobrir e engajar mais profundamente com os vídeos que gostam

Como agora o programa foi disponibilizado para o mundo todo, veja o que ele oferece:

  • Um lugar para descobrir vídeos: encontre os vídeos mais recentes sobre entretenimento, esportes, notícias e muito mais, tudo em seu Feed personalizado do Watch.
  • Uma maneira de acompanhar os publishers e criadores de conteúdo que você adora: Na parte superior do seu Feed do Watch, você verá sua Lista para Assistir, que traz vídeos recentes das Páginas que você segue. Personalize esta seção seguindo ou removendo Páginas da sua lista no Watch.
  • Uma home para seus vídeos salvos: Se você encontrar um vídeo no seu Feed de Notícias, mas não conseguir assistí-lo naquele momento, você pode salvá-lo para ver depois no Watch.
  • Vídeos que você pode participar: Estamos desenvolvendo novas experiências de vídeo que colocam as pessoas no centro, dando a elas a possibilidade de moldar a direção do conteúdo. Com o tempo, você poderá encontrar novas experiências de vídeo no seu Feed do Watch, como as Watch Parties, Premieres e vídeos focados na participação da audiência – como o novo game show de perguntas e respostas, Confetti. E facilitaremos a forma de encontrar vídeos ao vivo para que você possa discutir os grandes momentos enquanto eles estão acontecendo.

Disponibilizar o Watch globalmente também significa novas oportunidades para publishers e criadores de vídeo. Portanto o serviço de Ad Breaks será expandido para que mais parceiros gerem receitas com suas criações e ofereçam novos insights, ferramentas e práticas recomendadas para páginas por meio do Creator Studio.

http://adnews.com.br/negocios/plataforma-de-videos-do-facebook-e-lancado-globalmente.html

Instagram faz história ao ultrapassar 1 bilhão de usuários e lançar o IGTV

dsa

Pode parecer que sempre existiu, mas o Instagram nasceu há apenas oito anos. Criado para o compartilhamento de fotos, o aplicativo, que só era disponibilizado para iOS, caiu no gosto do público e em pouco tempo atinge níveis absurdo de crescimento. Com 600 milhões de usuários em setembro de 2016, o app chegou a 800 milhões um ano depois e, agora, alguns meses após a antiga marca, ele ultrapassa a faixa do 1 bilhão de usuários ativos.

Adquirido pelo Facebook em 2012, a startup que na época da fusão tinha apenas 200 milhões em sua comunidade, anuncia nesta quarta-feira (20) o novo índice bilionário. Divulgada a partir de um evento interno realizado em São Francisco e transmitido pela internet, o CEO Kevin Systrom conta que “É incrível, e é algo que Mike e eu nunca pensamos que aconteceria”

Lançamento do IGTV

Para continuar apresentando ferramentas as pessoas que se acostumaram com as mil possibilidades de produzir conteúdo em vídeo na rede, os criadores do Instagram vão além e lançam dois novos formatos de conteúdo na plataforma.

Preocupados com a concorrência do Youtube, os engenheiros da companhia expandiram a duração dos vídeos postados na timeline. Se até pouco tempo, a duração máxima dos clipes era de 60 segundos, a empresa mudou isso e hoje apresentou a possibilidade de estender postagens audiovisuais para até 1 hora.

Além disso, o Instagram deu mais um passo em direção ao concorrente Google e criou o IGTV. De acordo com o seu cofundador, a plataforma estará disponível dentro do próprio Instagram ou como um aplicativo separado. Disponível para iOS e Adroid, ela é voltada para descobrir novos vídeos feitos por produtores de conteúdo amadores.

“Isso que vamos lançar é completamente mobile first. É simples e de alta qualidade”. Sobre o direcionamento da récem-anunciado dispositivo, o CEO defende que “as crianças continuam assistindo menos TV, mas, ultimamente, eles veem cada mais creators online e nós vamos de encontro a essa necessidade

http://adnews.com.br/social-media/instagram-faz-historia-ao-ultrapassar-1-bilhao-de-usuarios-e-lanca-o-igtv.html

Facebook quer cobrar por conteúdo de grupos

escritorio

De acordo com o site Newsroom, o Facebook anunciou na última quarta-feira (20) que pretende ajudar publicadores da rede social. Para isso, a empresa encontrou uma forma de cobrar por informações que circulam na plataforma. Desse modo, a rede de Zuckerberg irá lançar um projeto teste que permite aos administradores de grupos cobrarem pelo conteúdo internamente com subscrições mensais.

Até agora a opção está disponível apenas para algumas pessoas.  O intuito da ferramenta é permitir que informações úteis, como dicas de faculdade, listas de compras, planejamentos, etc. sejam controladas. A criação trará mais liberdade aos criadores em questão de monetização de conteúdo.

Os administradores poderão cobrar de US$ 4,99 a US$ 29,99. Para os usuários, as inscrições podem ser feitas ou canceladas, tanto para iOS como Android. O Facebook não usará esse valor para “manutenção” interna de suas operações.

http://adnews.com.br/social-media/facebook-quer-cobrar-por-conteudo-de-grupos.html

Facebook terá ferramenta “Karaokê” para transmissões ao vivo

cantar

O Facebook está cada vez mais próximo de possuir todas as ferramentas possíveis de publicação. Seguindo este pensamento um novo recurso chega a plataforma para todos aqueles que adoram cantar. O anúncio feito terça-feira (5) declara que transmissões ao vivo agora terão a opção “karaokê” com direito a máscaras e filtros de edição.

Para utilizar o recurso basta clicar em “Lip Sync Live” e escolher a música desejada.  Em seguida, o usuário poderá personalizar a transmissão. Amigos e conhecidos poderão acompanhar a cantoria e comentar a performance em tempo real. De acordo com a divulgação da própria empresa, o programa permite sincronizar as transmissões com músicas como “Welcome To The Jungle”, de Guns N’ Roses, “Havana”, de Camila Cabello e outros.

A atualização ainda não está disponível para todos os usuários.

http://adnews.com.br/social-media/facebook-tera-ferramenta-karaoke-para-transmissoes-ao-vivo.html