Arquivo mensal: junho 2012

O que a Likeonomics diz sobre as marcas

São Paulo – Marcas confiáveis são aquelas que conseguem inspirar comportamentos, criar histórias e construir relações pessoais fortes com as pessoas, acredita Rohit Bhargava, vice-presidente sênior de estratégia e marketing da Ogilvy. O estrategista deu a isso o nome de Likeonomics.

Em seu livro Likeonomics: The Unexpected Truth Behind Earning Trust, Influencing Behavior, and Inspiring Action (Likeonomics: A Inesperada Verdade Sobre Ganhar Confiança, Influenciar Comportamento e Inspirar Ações, em uma tradução livre), Bhargava explica como funciona a economia baseada em afinidades.

Por ela, as pessoas, ideias e marcas mais suscetíveis à aprovação de consumidores – a um “Like”, na linguagem do Facebook – são as que geram mais credibilidade, demanda por seus produtos e inspiração nas pessoas.

Ser “likeable” – algo como “curtível, em uma bizarra tradução -, porém, não é a mesma coisa que ser bom. Para exemplificar seu ponto de vista, Bhargava fala sobre Steve Jobs:

“Apesar de sua conhecida arrogância e seu egocentrismo, Jobs tinha um talento que as pessoas amavam: o de dizer a verdade. Ser “brutalmente verdadeiro”, emocional e simples está entre as bases da Likeonomics.

Conheça os cinco princípios que sustentam a “likeabilidade” das marcas

1 Verdade

“Não há qualidade mais importante do que ser verdadeiro”, escreve Bhargava.

O autor usa como exemplo o caso de Oprah Winfrey, uma das mais famosas apresentadoras de talk show dos Estados Unidos.

O “Efeito Oprah” não existiria se Oprah e sua reputação não existissem. Suas histórias pessoais sobre o combate ao abuso infantil aproximaram-na do público e deram a ela a imagem de uma amiga, e não o reflexo de uma celebridade.

2 Relevância

Coloque-se no lugar de seus consumidores e saiba o que é importante para eles. Estar à frente no mundo social requer mais do que uma estratégia de criação de conteúdo. Você deve ter uma importância para seus fãs para estar na vida deles.

3 Altruísmo

“Se há algo difícil de se fazer consistentemente, é se comportar de forma generosa”, diz Bhargava, “mas vale a pena, e é necessário em nossa nova economia global”.

Em 2010, a campanha “Ideas for Good”, da Toyota, desafiou o público a pensar novas formas de usar a tecnologia da montadora para beneficiar a humanidade. Cinco delas foram colocadas em prática pela Carnegie Mellon University

4 Simplicidade

“Simplicidade foi a força que empurrou a Apple para o sucesso”.

“Simplifique tudo, de suas mensagens à forma como você gasta seu tempo”.

5 Timing

“Algumas das ideias mais importantes da história da humanidade tiveram o sucesso ou o fracasso inteiramente definidos ao timing”.

Perceber o momento certo de lançar uma ideia, estar de olho em uma demanda dos consumidores ainda não satisfeta e ser inovador estão diretamente ligados a isso.

 

Likeonomics: The Unexpected Truth Behind Earning Trust, Influencing Behavior, and Inspiring Action Autor: Rohit Bhargava

http://exame.abril.com.br/marketing/noticias/likeonomics-os-5-principios-das-marcas-confiaveis?page=2&slug_name=likeonomics-os-5-principios-das-marcas-confiaveis